Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

29/01/2019

O que fazer para melhorar a respiração na corrida?

A respiração faz diferença na corrida?

 

A respiração é um fenômeno natural e involuntário, não pensamos pra respirar, a não ser que o ar comece a faltar.

 

Uma pessoa adulta em repouso respira de 10 a 15 vezes por minuto com um volume de aproximado de 7,5 litros. Em exercício intenso esses valores ficam entre 40 e 50 respirações com um volume de ar de até 160 litros. Os atletas olímpicos chegam a valores impressionantes, de até 300 litros por minuto.

 

Mas afinal, a respiração faz diferença na corrida? Sim!

 

A respiração exerce um papel muito importante no retardo da fadiga. Mas calma! Vou explicar melhor.

 

Provavelmente você já passou por uma situação em que estava correndo e sentiu uma dor na lateral das costelas e foi obrigado a parar ou diminuir o ritmo da sua corrida, certo?!

 

Quando você diminuiu o ritmo ou parou sua corrida, seus músculos respiratórios também começaram a diminuir o trabalho que estavam tendo pra manter sua postura, a estabilização das suas articulações (quadril, coluna e cintura escapular) e todo o trabalho respiratório.

 

O aumento da frequência respiratória é uma resposta do seu organismo diante da necessidade de mais oxigênio e da liberação e dióxido de carbono para a realização da corrida. Quando a frequência respiratória fica muito elevada e você começa a ter dificuldade pra respirar é um sinal que seu organismo está produzindo uma quantidade significativa de lactato e a respiração age como um mecanismo de neutralização.

 

Aí você me pergunta, o que fazer pra melhorar a respiração na corrida?

 

Primeiro temos que preparar nosso corpo de forma geral, fazer um bom trabalho de força, principalmente dos músculos do ‘core’ (músculos respiratórios e posturais). É relevante sempre iniciar os treinos de corrida em ritmo confortável, onde não temos dificuldade pra respirar, e se você ainda não corre, inicie com caminhadas alternando altimetria.

 

Se você já corre, procure variar os tipos de treinos contínuos e nos intervalados manipule o descanso entre as repetições. E o mais importante de tudo: Treinamento eficaz é treinamento planejado e com progressão segura!

 

Bons treinos pessoal!

 

 Luciano Monteiro é educador físico e treinador da Move Better Assessoria Esportiva.

 Instagram: @movebetterteam

 Contato: (15) 99147-3409

 E-mail: contato@movebetter.com.br